top of page
Logo (Transparente).png

Viver é lutar!

Ao perguntarmos o que em nossa vida nos mantém vivos, esperançosos, com vontade de viver, certamente começaríamos a gaguejar e diríamos o que lemos em um livro, ou a definição de um amigo, mas não o que realmente sentimos em nós. Se analisarmos a fundo, veremos com clareza que o principal motivo de nos sentirmos vivos, com força e esperança para levantar todos os dias é, simplesmente, o ato de lutar.

Seja por um sonho, por um objetivo ou até mesmo por alguém, o ato de lutar é realmente o que nos faz viver. Basta perceber que quando sua vida não tem objetivos, você naturalmente se sente vazio, buscando de forma desesperadora algo que o preencha, seja um esporte para superar seus limites ou um novo curso de especialização.

Infelizmente muitas pessoas acabam desistindo de seus objetivos e de buscar novos sonhos por não terem realizado outros, ou por terem fracassado em alguma outra luta, entrando assim com tudo no vazio existencial, com a justificativa de que a vida é injusta, que não querem lutar em vão, de que não conseguem lutar por algo e por aí vai.

Mas façamos uma indagação: Se lutar é viver, porque ficar parado vendo a vida passar e ensaiando desculpas a si mesmo na frente do espelho se você pode lutar por algo e ter a possibilidade de conquistar? Há algo mais saboroso do que ser inundado pela explosão de sentimentos que a conquista trás? E por outro lado, se você lutar e não conquistar, pelo menos você viveu, aprendeu novas coisas, experimentou a motivação, a resiliência, e usou o tempo, sua moeda mais preciosa, de forma útil indo atrás do que queria.

Portanto, não importa quantos sonhos você tem ou quantas vezes você fracassou, jamais pare de viver, jamais pare de lutar. Pois a vida é aquilo que está passando enquanto você está parado se lamentando. Se não deu certo uma vez, tente de novo, continue lutando, por mais que a vida seja realmente injusta, que os objetivos pareçam impossíveis, ficar estático não vai mudar nada, não vai levar a lugar algum. Levante-se e viva, mecha-se, acredite que você pode e lute, pois a dor passageira da luta será muito menor do que a dor eterna do arrependimento.

Se você gostou deste conteúdo, clique no link e se inscreva para receber nossos conteúdos exclusivos.

bottom of page